segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Cabelo Pantene 2008

Com certeza já ouviste falar no concurso Cabelo Pantene e até te passou pela cabeça participares, mas não sabias como fazê-lo...
Pois, é muito simples! Já estão agendados os castings do Cabelo Pantene 2008 e irão realizar-se em três cidades: Lisboa, Porto e Faro. O primeiro passo é inscreveres-te e esperares que sejas seleccionado.


Marca já na tua agenda as datas dos castings:
* Porto - 1 Outubro 2009
* Lisboa - 2 e 3 Outubro 2009
* Faro - 5 Outubro 2009

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Ser modelo não é para qualquer um...

Chegam à escola de manequins ainda com borbulhas. Elas com 13 ou 14 anos. Eles um pouco mais. Nessa idade é quase impossível saber se o busto vai ser grande, se a anca vai ser larga. Mas os profissionais sabem. Têm os olhos treinados. Medem-nas bem medidas, tiram-lhe as feições, tentam perceber a personalidade daquelas crianças que estão a deixar de o ser. "Fazemos uma aposta", diz Paulo Araújo, coordenador da Escola de Formação de Manequins Ana Wilson, uma das mais conceituadas do país. "Temos que perceber aquilo que eles podem vir a ser."

Naquela escola, todos os fins-de-semana, durante cinco meses, os futuros modelos aprendem a andar na passerelle (com um livro em cima da cabeça, como se vê no filmes), os truques para uma boa fotografia, como tirar o casaco em andamento ou andar em saltos de 14 centímetros, estudam história da moda, tendências e até as coisas mais básicas como ler um contrato ou passar recibos verdes. No fim, apresentam-se às agências com meia dúzias de fotografias onde já são mulherzinhas de lábios vermelhos.

Mas não é preciso ter um curso para se ser modelo. Uma jovem pode estar calmamente no supermercado ou a tomar café numa esplanada e ser abordada por um booker que lhe estende o cartão. "Quem está nesta área está sempre a trabalhar", conta Elsa Gervásio que, depois de uma carreira como modelo, tem agora a sua própria agência, a Just Models. "Antes havia alguma desconfiança mas agora as pessoas estão informadas, há uma maior abertura. Os próprios pais estão muito disponíveis e incentivam os filhos a experimentarem."

Os pais são os principais aliados das agências de modelos, uma vez que estas estão a lidar com menores. Os pais têm de assinar contratos, dar autorizações e apoiar os filhos, mesmo quando eles faltam às aulas ou começam a deixar para trás os estudos. Nenhuma das agências com quem falámos admitiu contratar raparigas com menos de 14 anos e todas apontaram os 15 como a idade ideal para se começar. "Procuramos pessoas que estejam em idade de ser trabalhadas. Eu acredito que não existem manequins, trabalham para ser manequins", explica Luís Graça, booker da L'Agence, que está no mercado há 19 anos. "Com 14, 15, 16 anos é uma boa idade para começar, mas não a tempo inteiro. Nunca exigiríamos a uma pessoa tão jovem um trabalho tão sério como este pode ser e com estes níveis de responsabilidade." Os primeiros tempos são de aprendizagem e testes. "Às vezes vemos as manequins e aquilo que podem ser. Mas elas ainda têm de crescer para ver isso." O processo demora entre seis meses a um ano, até que possam de facto estar no mercado.

Mas não basta ter 14 anos e uma carinha laroca. Há outros requisitos. Elsa Gervásio não tem dúvidas: "Para se ser modelo tem de se ter as características físicas. As medidas são importantes. Depois, têm que ter boa pele, bom cabelo, bons dentes. E é importante que tenha personalidade, que tenha atitude, vontade de trabalhar."

As medidas. É impossível fugir a elas. Ana Borges, a mulher que há 14 anos lidera a Elite Models, confessa que já foi "muito mais rígida". "Agora, analiso primeiro a fotogenia e a telegenia e só depois olho para as medidas." Mas tem de olhar. E é nesse momento que tudo verdadeiramente se define: "Eu não mando ninguém emagrecer mas a verdade é que quem é gordo não pode ser modelo. Lamento mas é assim. Uma rapariga com mais de 90 centímentos de anca pode ser muito gira e fazer outras coisas mas não desfila na passerelle."

"É sempre complicado, nós lidamos com miúdas e miúdos muito novinhos, mas tem de ser", corrobora Elsa Gervásio. "Por muito que me custe tenho que dizer a uma miúda de 15 anos que até é gira, que lá no liceu faz imenso sucesso, mas que se calhar para a moda precisa ser um pouco mais alta ou um pouco mais magra. Quem não tem aquelas medidas pode fazer outras coisas mas não faz desfiles."

Podem, por exemplo, fazer publicidade, tornar-se actores ou apresentadores de televisão - e são cada vez mais as agências de modelos que têm departamentos ligados a estas áreas. Mas para desfilar mesmo, para ambicionar estar um dia em Milão, em Paris ou Nova Iorque, uma modelo tem que ter o corpo ideal, sobretudo se for mulher. Apesar desta pressão enorme, que todos admitem, a palavra anorexia é quase um tabu no mundo da moda. "A anorexia existe mas não se comenta muito, todos nós temos um certo receio de falar nisso", afirma Sofia Frazão, da agência Power Model.

A morte de alguns modelos, no ano passado, pôs a nu, definitivamente, uma questão que todos queriam evitar. Desde então, algumas passerelles estabeleceram medidas mínimas para as modelos. E, este mês, a semana da moda Londres não admitia jovens com menos de 16 anos. A ModaLisboa não tem requisitos mínimos, esclarece Paulo Gomes, responsável pelo castin do evento. Em Portugal, a anorexia existe mas é rara, dizem-nos. Haverá casos, talvez, entre os modelos que estão no mercado internacional. Mas o discurso politicamente correcto diz que uma modelo para ser bela tem que ser saudável. "Uma pessoa doente não tem bom aspecto", diz Luís Graça. "A magreza exagerada, como a gordura exagerada, não tem nada a ver com beleza", afirma Ana Borges.

"O risco de anorexia não existe só entre os modelos. E o trabalho só por si não é mau, se for um part time pode ser divertido", comenta a pedopsiquiatra Graça Milheiro. "Mas é preciso ter em conta a estrutura de cada jovem, o contexto familiar e a pressão social. Se a imagem corporal for muito valorizada e a pressão for muito grande pode haver problemas."

E os problemas não têm só a ver com dietas. Podem ser esgotamentos. As raparigas que passam horas nos ginásios, que andam sempre impecáveis, depilação total, unhas perfeitas, cabelos lindos, pele cuidada e que, mesmo assim, se desdobram em castings e são constantemente rejeitadas sofrem uma pressão que não tem nada a ver com a vida simples de uma liceal. Entre as mulheres, a competição pode mesmo tomar contornos de malvadez. É preciso estar preparada para sobreviver às partidas das colegas - que podem roubar os sapatos ou o telefone, só para impedir outra de chegar a tempo e horas a um casting.

Desenganem-se os que pensam que é só chegar lá e sorrir. Perguntem a quem quiser. Dá muito trabalho. É stressante. E nem todos aguentam. "É bom que um modelo tenha sonhos e seja ambiciosa, mas também é preciso gerir as expectativas e ter os pés na terra", assegura Miguel Blanc, director de L'Agence. "O sucesso depende mais da personalidade do que da beleza. A beleza é a condição básica mas a personalidade faz a diferença."


Fonte: DN

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Miss Concelho de Odivelas 2009

O Pavilhão Municipal de Odivelas recebeu, na noite de sábado, a final do concurso Miss Odivelas 2009. Depois das eliminatórias em todas as freguesias do concelho, tendo cada freguesia apurado três candidatas, as 21 finalistas desfilaram e foram bastante aplaudidas por um público que encheu por completo as bancadas do pavilhão. Em traje informal, biquini e vestido de noite, as 21 finalistas desfilaram diante de um júri bastante rigoroso, composto por elementos da comunicação social, patrocinadores, fotógrafos, presidentes das juntas de freguesia e a própria Presidente da Câmara Municipal, Susana Amador, que entregou a faixa à vencedora.

Tânia Correia é a nova Miss Concelho de Odivelas 2009, tendo sido já nomeada Miss Olival Basto. A 1ª dama de Honor foi Rita Fernandes (Miss Ramada) e a 2ª dama de Honor foi Jeniffer Vitorino (Miss Póvoa de Santo Adrião). Como Miss Fotogenia, os fotógrafos presentes elegeram Ana Cardoso (Miss Famões) e as restantes concorrentes votaram maioritariamente na Vanessa Fernandes para o título de Miss Simpatia.

ModaLisboa regressa à capital em 2010

Depois da deslocação dos desfiles de moda dos criadores nacionais para a Cidadela de Cascais, há cerca de dois anos, o maior evento de moda nacional volta agora à capital do país.

A próxima edição do ModaLisboa realiza-se em Outubro, pela última vez, em Cascais. Depois regressa a Lisboa para um espaço ainda não identificado.

Embora a fashion week nacional seja transferida para a capital a moda não abandona definitivamente Cascais. Durante a conferência de imprensa foi anunciada outra novidade: a realização de um novo evento anual denominado «Estoril Fashion Festival (EFF)».

Fonte: Destak

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Modalfa Fashion Dream

O Modalfa Fashion Dream surgiu em Portugal com o objectivo de promover o talento: dando a todos os jovens a oportunidade de iniciarem uma carreira no mundo da moda.O concurso nasceu como uma aposta forte nos jovens talentos, oferecendo em cada ano um novo desafio, renovadas oportunidades.

Este ano o Modalfa Fashion Dream acrescenta uma grande novidade: a procura de uma jovem promessa do estilismo nacional. Os Storytailors e a Matilde, vencedora do Modalfa Fashion Dream 08, dão a cara pelo projecto em 2009 - tal como Merche Romero, Isaac Alfaiate e Mariana Monteiro fizeram nos anos anteriores - apoiando e inspirando os jovens na concretização de um sonho.

Os Storytailors, símbolo da criatividade e do talento nacional, participam no projecto: como inspiração e como júri da prova ESTILISTA DA TUA COLECÇÃO. Os jovens estudantes de moda são desafiados a criar e transformar peças de roupa Modalfa, criando uma nova tendência.

Quanto aos jovens manequins, a Modalfa renova o seu desafio e procura os sucessores da Matilde, a vencedora do Modalfa Fashion Dream 08, para começarem a sua carreira na catwalk.

O Modalfa Fashion Dream está de volta para realizar o teu sonho.

Mostra que a moda é a tua arte!


Como participar?

Se tens entre 14 e 25 anos, segue os passos da Matilde e mostra que a moda é a tua arte. A Modalfa vai fazer castings de norte a sul do país para descobrir os talentos do futuro. Nestes castings serão seleccionados os finalistas para a grande gala Modalfa Fashion Dream onde serão escolhidos os 2 grandes vencedores!


sexta-feira, 24 de julho de 2009

L’Óreal comemora 100 anos em beleza

Garnier, Maybelline, Lancôme e Vichy são algumas das 20 marcas do grupo L’Oréal. O império de beleza fundado por um químico francês, em 1909, começou por fabricar apenas tintas para o cabelo.

Quando o químico francês Eugène Schueller abandonou a farmácia onde trabalhava para formar uma empresa de produtos capilares foi avisado pelo seu patrão: «Vai dar-se mal». O negócio, afinal, correu bem e Schueller criou a Société des Teintures Inoffensives pour Cheveux, que hoje é um império de 23 marcas internacionais e com cem anos, chamado L’Oréal.

Em 1909, começou a trabalhar num apartamento de duas assoalhadas em Paris, onde também dormia e distribuía os produtos que formulava em laboratório. É o início de uma viagem pela coloração de cabelos, que até à data era destinada às ‘mulheres de má vida’. Estas arriscavam-se a ficar com o cabelo verde caso ultrapassassem o tempo de exposição às tintas à base de sais de prata, daí que o fundador da L’Oréal se empenhasse em criar o Imédia, a primeira coloração de oxidação rápida e que, após um século, se mantém quase inalterada.

Após o lançamento do produto em 1928, surgiu a campanha de publicidade sob o slogan ‘sem cabelos brancos, sempre trinta anos’. Trata-se de um marco na estratégia de comunicação de Schueller, que procurou chegar aos consumidores através de frases didácticas e precisas. ‘Será que o seu marido ainda casaria consigo?’, questiona um dos anúncios do início do século XX.

Foi também em torno dos cabelos que Manuel Pereira da Silva fez a sua formação na L’Oréal. A segunda pessoa com maior antiguidade a trabalhar na empresa em Portugal é actualmente director-geral da Divisão de Produtos de Luxo e responsável por marcas como Lancôme, Helena Rubinstein ou Biotherm, mas passou vários meses a fazer colorações, a formar cabeleireiros e a vender produtos profissionais no final dos anos 60 e princípio da década de 70.

Gestor de um portfolio com 14 marcas e do qual faz parte a mais recente Yves Saint Laurent Beauté, Pereira da Silva confessa que ao fim de 41 anos de trabalho é difícil escolher o produto mais marcante para a sua actividade. No entanto, quase como a seguir a história da casa-mãe – que partiu do zero com um negócio de ‘tintas inofensivas’ para o cabelo –, o director-geral de produtos de luxo afirma que o lançamento da Kérastase foi o seu primeiro trabalho a sério, «como um primeiro filho».

A criação da marca Ambre Solaire foi dos primeiros passos para o alargamento da L’Oréal, que ganhou este nome exactamente em 1939 – quando já tinha representação internacional assegurada, através de agentes de venda em Itália, Espanha, Hungria, Suíça ou Rússia.

O sucesso da L’Óreal fez com que se adoptasse a estratégia de criar ‘embaixadoras’ das marcas do grupo. ‘Porque eu mereço’ é a frase mais dita por actrizes em todo o mundo, que dão o rosto pela L’Oréal Paris e seus produtos de cabelo ou maquilhagem.

L’Oréal Paris, Lancôme e Helena Rubinstein são as marcas que mais recorrem a rostos famosos, de Juliette Binoche a Demi Moore, passando por Clive Owen. Vichy e Biotherm apostam em desconhecidos, uma vez que o objectivo do grupo – presente em 130 países – é chegar a todos os segmentos da cosmética e «respeitar todas as belezas do mundo», como se refere na publicação 100 Anos L’Oréal 1909-2009.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Odivelas Fashion e Miss Concelho Odivelas 2009

Depois de 7 eliminatórias realizadas nas freguesias do Concelho de Odivelas, foram apuradas as 21 finalistas para a grande final Miss Concelho de Odivelas 2009, onde será eleita a nova Miss Odivelas, as suas duas Damas de Honor, a Miss Simpatia e a Miss Fotogenia.

Recordamos que a Miss Concelho de Odivelas 2008 foi Patrícia Ferreira e será ela que vai entregar o ceptro e a coroa à nova Miss Concelho de Odivelas.

Este evento, promovido anualmente pelo fotógrafo Eduardo Sousa (Photomodels), é já considerado um dos maiores eventos de moda e beleza do concelho e vai ter lugar no dia 25 de Julho, com início às 21h00 no Pavilhão Municipal de Odivelas.

Outro grande evento irá realizar-se no mesmo lugar, à mesma hora, no dia 24 de Julho. No Odivelas Fashion serão apresentadas as 21 finalistas das 7 freguesias e irão desfilar outros participantes representando lojas pertencentes ao Concelho.

Candidatas: